O NOVO PARADIGMA

Notícias e Blog de Opinião

(Parte II) Revelado o porque a Teoria da Relatividade sempre falseada em si mesma define o SPIN em seus laboratórios como indeterminados.

(Parte II) Revelado o porque a Teoria da Relatividade sempre falseada em si mesma define o SPIN em seus laboratórios como indeterminados.

Última parte – Perceptiva, verdadeira Teoria das Cordas mais o quadrado da Distância de Newton – Neste artigo você compreenderá porque temos em nosso Universo algo que excede exponencialmente a velocidade da luz.

ANDROMEDA E VIA LÁCTEA

Para acessar matéria Primeira Parte veja aqui.

Compreendendo esta relação de forças e saindo um pouco do Universo quântico e SPIN vamos explicar porque em um Universo que está entre o esticamento e comprimido faz com que ao mesmo tempo Andromeda se aproxime da Via Láctea.

Considerando que todas as mínimas coisas são por Taxonomia Sistêmica a expressão das máximas e compreendendo que ao mesmo tempo que esticamos e comprimimos, caímos e em espiral como nas bases de um olho de um furacão rodamos, entendemos que as relações de qualquer fenômeno nesta condição estará em sua razão de movimento específica.

Imagine assim, enquanto a via láctea gira na parede de uma boca semelhante de um furacão e caindo na expressão de comprimindo, Andromeda na mesma parede está subindo na expressão de esticando e assim neste elo de um espaço e em maré de cima para baixo no cosmos que junto a todas as suas forças está se expandindo e comprimindo, caindo e ao mesmo tempo subindo Andrõmeda e Via Láctea se aproximam.

Se irão se colidir, pode ser que não, mas nesta condição de compreensão do movimento de nosso todo Universo e suas membranas, ondas etc. há como calcular, desde que amados vocês compreendam a força e velocidade da parede de nosso cosmos expressão também do mínimo.

Quanto a colição eu creio ser a possibilidade 1,85%.

Não entendeu ainda, analise elementos dentro de um liquido de um liquidificador com pesos distintos e como eles se movimentam entre eles nas paredes deste líquido.

Por acaso a Via Láctea tem o mesmo peso que Andromeda Senhores.

Antes de explicarmos a velocidade massiva de nosso Universo, cosmos, vamos analisar Órion relacionada profundamente a atiguidade e Maias.

ÓRION

Órion dizem estar situada na linha do equador de nossa visão no cosmos e sendo visível por todo o ano entre norte a sul Órion foi na antiguidade ponto de especulação e indicação.

Tantos os Maias a manifestam como ponto de analise estelar como os Egípcios.

Quando analisamos Órion na posição do mapeamento de nosso cosmos percebemos que Órion além de estar situada no equador do cosmos de nossa visão está situada próxima ao nosso limite de visão do arco deste equador, ou seja, quando a terra gira em torno de si e se dá a noite vemos Órion condensada na extremidade de nosso cosmos visível, veja imagem.

Analisar Órion pelos antigos não era e junto com o Graal e seus números fixos algo feito a deriva tão quanto destacar Órion também não.

Perceba que se considerarmos Órion como sendo o efeito gravata de nosso sistema espectral (ver post), pois órion tem a forma de uma ampola ou cpalice, podemos considerar que pelas posições 5+3 = 8 as três Marias ao contrário de ser o equador celeste de nossa visão passa a ser nas 8 direções espaciais a haste vertical, o halo do universo.

Horizonte de Eventos Referenciais – 8 direções Maia.

Partindo desta possibilidade compreendemos que as estrelas fixas estão e são fixas a nossa visão dada as 8 direções para cima, para baixo, para o lado, outro lado, para frente e para trás, macro e micro, pois estão caindo juntamente conosco neste túnel universal ao mesmo tempo que contraindo, se expandindo, subindo formando sempre uma espiral de movimentos.

Se elas não estivessem caindo juntas conosco elas apareceriam e desapareceriam do horizonte de eventos e nõs estaríamos aqui dentro de um verdadeiro caos, para tanto Órion se torna fixa por estar mais distânte que Andrômeda dado a sutileza de movimentos na queda como o exemplo que demos do liquidificador, peso de cada galáxia, proximidade, nós para baixo e Andromeda para cima ao mesmo tempo que girando.

Ainda demorará muito tempo, mas provavelmente Órion mudará onde a mesma nesta parede universal se se movimentar para a direita da tela, ela desaparecerá de nossa visão ou apenas apresentará algumas estrelas de seu aglomerado dando espaço a outras constelações nesta nossa visão de arco que determina o nosso equador cosmológico.

Percebam que pontuar a órion pelos nossos antigos não é em vão e principalmente em razão da localização da mesma já que os mesmos com o signo arqueológico, a nossa sempre Clássica histórica, descreviam a letra por completo tão quanto a descrevemos aqui em O Novo Paradigma Notícias e Blog de Opinião.

Isto prova mais uma vez que no plano somos curvos e exatamente por este motivo temos profundidade em nosso Universo.

Compreendendo esta relação como então fica a condição deste túnel no nosso espectro, aonde realmente estamos posicionados, dentro ou fora do túnel e se estamos dentro como tudo isto está distribuído.

Imaginemos uma bola e na relação mais ínfima desta bola um núcleo que expressa exatamente todo o conteúdo das bordas desta parede deste túnel universal, ao mesmo tempo cresça mais como Alice e perceba que nosso cosmos, este túnel e no quadrado da distância se tornam um núcleo para outro local, uma nova onda-matéria mais e menos densa que o sustenta e assim é o infinito da simultaneidade espacial com suas respectivas velocidades diferenciais de Luz sendo que na borda de nosso espaço temos uma velocidade maior que seu núcleo no tempo, donde o tempo é sempre o mesmo.

Mas a lei na experiência é quanto menor mais rápido e quanto maior o fenômeno ao nosso olhar mais lento. Corretíssimo e por isso olhamos estrelas praticamente fixas no horizonte de nosso magnífico e maravilhoso universo, mas se como Alice ficarmos maiores que o próprio Universo ultrapassando as paredes massivas deste túnel que o sustenta em seu todo perceberemos o quão rápido este túnel de move com seus derivados internos ao passo que olhando para cima de nós perceberemos no infinito um local maior e lento e por isso 1000 anos é 1 dia para Deus e 1 dia 1000 anos.

Vamos agora a nossa velocidade acima da luz sempre viva e existente em nosso universo.

Caneta tinteiro Escritório de Estudos

UM CORPO MASSIVO COM c MAIOR QUE A VELOCIDADE DA LUZ

Acessem Bíblia online:

A rainha do sul se levantará no dia do juízo com esta geração,
e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria
de Salomão. E eis que está aqui quem é maior do que Salomão.

Mateus 12:42

Entenda que tudo que está abaixo do Universo tem a mesma expressão em cópia daquilo que é maior que ele, o próprio Universo, logo se considerar meu corpo, e vamos agora entrar na fabulosa e real histórias de Dow Bronw, visão em Da Vinci, compreendemos que nosso corpo possui um corpo massivo, de carne, expelindo pela derme a luz de seu todo que possui por membrana, o que chama  de áurea e que é a expressão do nosso Ciclo de Krebs, uma matéria menos densa.

Veja que algo pesado é o precursor da áurea, energia expelida pela nossa derme resultado do ciclo de Krebs e suas derivadas. Perceba que se analisarmos em peso, massa, um corpo em carne tem mais massa e energia que o que pelo ciclo de Krebs ele aos poucos libera.

Ótimo, entendendo isso voltemos ao cosmos.

Perceba que para que a luz seja uma resultante ela precisa nascer de algo mais denso e pesado, massiço e veloz e que ao mesmo tempo que tem suas partes no núcleo do Universo está nas bordas.

O signo arqueológico nos mostra que este valor esta na borda do universo e por incrível que pareça e o qual chamamos metafísica, uma metafísica sempre compreendida por Descartes em seu Método, em seu centro, aonde partes separadas desta borda em velocidade são puxadas para dentro enquanto estas partes pela força da borda puxadas para fora.

Mais uma vez e sobre estas analises percebemos que estamos dentro de um buraco negro entre a entrada e saída o tempo todo, e isto é maravilhoso, pois indica que no aparente caos universal somos a própria singularidade ao mesmo tempo, o tal SPIN que não é indeterminado, mas um puro arranjo perfeito da natureza que quando dela copiamos criamos energias de altíssimas tecnologias expressão deste cosmos compreendido.

Percebemos que o horizonte de eventos onde está Órion é singular e uma vez aqui dentro não se escapa para fora, e isto mais uma vez é perfeito e maravilhoso, pois nos garante a vida.

Percebemos também que mesmo em queda por sermos forças desta força centrífuga maior e no quadrado da distância em relação ao centro menores nunca alcançaremos o centro do Universo e seus dois pólos entre si mesmo de sempre valores maior 1 e menor 0, e por isso Rigel e Betelgese de Órion e pelos antigos, meus Senhores Gigantes e Dignos, se tornam pontos de especulação para compreender o equilibrio dos pólos que expressam por Taxonomia Sistêmica, semelhança, os pólos de todo o Universo ao qual estamos incluidos, todos, inclusive Órion.



Isto corrobora com a expressão de que somos o ponto angular do V Axioma Euclidiano e ao mesmo tempo o ponto angular da corda entre 0,71 e 0,29 e por isso olhando o cone de luz infinito do Universmo ao mesmo tempo em que fazendo parte deste cone.

Outro fator interessante é que estamos dentro de um túnel que possui em suas paredes em giro valores massivos, pesados entre 714 ou 7,418 ou 74,185 de velocidades em comparado aos 299 da luz em valores arredondados para 3.

Devemos compreender que ao mesmo tempo que esta parede é a borda de nosso Cosmos totalizado é esta parede o estado mais micro e quântico de nosso ambiente Universal e por isso podemos pegar no universo micro seu peso e velocidade.

Somos o tempo todo sugados e expelidos por este túnel, comprimidos e esticados no tempo e espaço, e isto novamente concluímos, é perfeitamente maravilhoso.

Considerando a possibilidade desta primeira camada do túnel estar entre valores duas vezes maior que a luz em 60 de 30 ou 6 de 3 e nuclear, percebemos que este corpo possui um outro corpo que somado perfaz os 69 e assim é nosso Universo na simetria para dentro e para fora, para o lado e outro lado, para cima e para baixo, para frente e para trás, o nosso sempre Spin determinado e explicado pela própria arqueologia dos fatos nunca mistério.

Note que se somarmos a quarta circunferência de valores em 60, diga-se suas pates, e isto descrevo para ti que estás no futuro e voltará para tudo se cumprir, temos de 8+9=17=8 no céu dos céus pela lateral, 8+7=15=6 no horizonte do signo e lateral, 7+6=13=4, a nossa luz no tempo invertendo, saltando do ponto 9-9-9 o céu dos céus para uma nova área Pitagórica tempo espaço, o mesmo, mas em outro estado imanente de luz material.

De qualquer forma nosso objeto de estudo e arqueológico nos diz que em proporções diminutíssimas do local onde estamos na luz tem porções desta energia ao passo que se afastando a luz esta energia possui em si proporções maiores no espaço tempo.

Então ao mesmo tempo que a massa escura é a borda universal com velocidades absurdamente maiores que a luz, o centro micro universal é partes desta borda em menor proporção fornecendo a mesma velocidade onde quando relacionado a cada espectro em luz do Postulado de Alice é maior que as mesmas de 0,8 da escura para a faixa 0,166667 da branca e 0,125 da laranja e por isso não implodimos para dentro do univero apesar de sermos por curva puxados, sugados para ele ao passo que não somos sugados, empurrados no quadrado da distância para as paredes das bordas que em 60 o tempo todo força nosso universo em valor total 30 ser expandido, esticado ao infinito deste túnel universal, e tudo isto, esta beleza profundamente incompreendida do simplório quadrado da distância de Newton é a tão maldita Gravidade e assim declarada pelos que amam Darwin, Eintein e suas sujeiras a qualquer custo para arquitetar um mundo, logo meus senhores de Newton esta aqui nosso Spin nunca indeterminado, a própria singularidade no aparente caos onde suas leis quando bem aplicadas e arranjadas independem de massa, porque levita qualquer massa. #Pirâmides


Note que nesta condição podemos ampliar e imitar no espaço todas as coisas Universaos e de tal forma que criamos estes tuneis tempo espaço, espaço tempo #Maias e #TerceiroMaia.

Claro que o buraco negro encontrado no espaço que para nós apenas serve de confirmação da teorética analisada no corpúsculo para os crentes Darwinitas pode ser uma Deusa perfeita a idolatria e ao mesmo tempo uma Medusa e nos expressamos desta forma porque Darwin é adepto a Teoria da sempre Relatividade Geral, mas para nós, os Clássicos Darwin não passa de um miserável e disto já trocavam cartas e deboches Voltaire e JJ Rousseau, indignados Senhores, indignados.

De qualquer forma perceba que a busca a qualquer custo, valor moeda, das analises de buracos negros universais são interessantes, mas apenas interessantes e comprobatórias para condicionarmos as aplicações deste fim e que massivos são apenas réplicas destas observações possíveis de serem construídas e em menor escala de forma a entrarmos em um túnel e sairmos em um instante em outro lugar deste túnel em massa escura para a luz, mas perceba que nem precisamos, nós aqui de O Novo Paradigma ir a um buraco negro espacial para disto compreendermos onde esta razão de cálculo de tempo-espaço, espaço-tempo e junto a Antiguidade, de um lugar para o outro irmos, voltarmos, sempre esteve na própria Antiguidade onde o manuseio de toda esta engranagem está diretamente relacionado a frequência da própria teletransportação para ser, e por isso estamos vendo potências e que se dizem sempre potências desesperadas pelas Haarps (EUA, Noruega, Rússia) correrem nas pesquisas iônicas e em tanques de aceleradores de partículas correrem para qualquer miserável Bosón, mas amados, isto já está tudo dado na antiguidade para aplicação da mesma forma que a Antiguidade está em nós quando sem preguiça lemos e se assim o quisermos em Aliança Universal, a verdadeira Aliança que carrega tecnologia com caráter e digna distribuição da verdade e conduta. #simplesassim

Lembre-se que sempre há um Demiurgo sobre nós e que sendo o Demirgo dos Demiurgos (nós) é co-ligado pela Aliança Universal àquilo que sempre foi maior que ele, o Senhor do Universo Vivo, o próprio Universo.

Para tanto escolher ser Barro ou escolher ser Macaco ou mesmo escolher ser largatixa, largato são escolhas com suas devidas e sempre consequências e por isso o Homem passará, mas não esta Lei da Verdadeira Aliança. #escolhas

Enfim, e isto já estava escrito em Dante Alighieri no Paraíso e pela voz de Beatriz depois de Dante nesta Divina Comédia declarar no porvir o 500-10-5, na quarta esfera esta energia é tão forte e veloz que se torna massiva, mas ao mesmo tempo tão forte e veloz em si mesma que expele energia de si mesma: a luz.

Compreenda que isto indica nosso Universo, um ovo fechado e simultaneo ao passo que na minhoca infinito e sucessivo, a Uroboros e também simetrica e que de uma falsa Irmandade da Serpente matou por todo este entendimento Pitágoras e seus discípulos queimados vivos, Giordano, Jesus Cricificado, Paulo Apostolos, estes sempre homens miseráveis e violentos de Daniel 11, mas até quando, até Apocalipse: Armagedom e as trombetas.

DANTE ALIGHIERI E O FUTURO NO PASSADO GIGANTES, SEJAM BEM VINDO AO MARAVILHOSO MUNDO DE ALICE E SEU POSTULADO, POIS ESTA NAVEGAÇÃO É MINHA!!!

Alguins versos antes de ingressar no Paríso, metade do tempo e
tudo se cumprir.

...“Um quinhentos dez cinco (valor central de nossa Sacra Planta
que não tem nada haver com religiçao e muito menos com ciência
de migalhas para porcos) prenunciam, Que o céu manda a punir a
depravada 45 E o gigante: ambos juntos delinquiam.
“A narração, talvez, de treva inçada, Como as do Esfinge e Têmis
não a entendas, 48 Por parecer-te ao spírito enleada. “Farão, porém,
os fatos que a compreendas; Quais Náiades, darão do enigma a chave,
51 Sem dano ao trigo, ao gado, sem contendas “Que na memória tua isto
se grave: Como te falo, assim o ensina aos vivos 54 Que se afanam em
buscar morte insuave. “Lembra os que hás visto feitos aflitivos. Da árvore
o stado narra, que te espanta, 57 Quanto sofreu assaltos dois esquivos.
“Quem despoja ou mutila a sacra planta Blasfema a Deus, de fato o ofende
ousado: 60 Para o seu uso só a criou santa. ... 

- santa derivado de digna e dignos em tudo -

Dentro do ínicio do Paraíso Mundial, Beatriz, eu mesma, explicando a
quarta esfera do Mundo.


...Em mim, dessa arte, a névoa desfazia De Beatriz o olhar, que pelo
espaço 78 De mais de milhas mil resplendecia. Então mais claro que
antes a ver passo: Quarta luz perto a nós, maravilhado, 81 Diviso e
uma pergunta logo faço. E ela: — “Nesse lume, ora chegado, Seu
Criador contempla a alma primeira 84 Que a Virtude primeira haja
criado.” — Qual fronde, que, ao soprar da aura ligeira, O cimo curva e,
logo após, se erguendo 87 Pela força, que a torna sobranceira, ...

Graal para as Nações, topas, e com números!!!

Leave a Reply