URGENTE: Como trazer paz ao Oriente Médio

‘Inteligência’, compreenda o poder da Tabela da Categoria dos Juízos de um Kant nunca obscuro e reveja os termos induzidos a perceptiva sobre a expressão ‘este seria um problema mal definido’ e para a solução impedindo assim ações mais práticas da propria solução de caminho do problema e que em Kant sempre será, por incrível que pareça, resolvidos.

Sobre a questão do problema, é interessante mais esta visão analítica de nossa ainda contemporanea Psicologia Mentalista, pois note como o ‘problema mal definido’ é refletido como ponto de partida, ‘seu ponto de partida’, para nutrir uma percepção e consequentemente juízos:

‘…Problemas variam de bem definidos a mal definidos (Arlin, 1989; Evans, 2004; Reitman, 1965). E um problema bem definido – tal como uma equação matemática ou a solução de um quebra-cabeça – tanto a natureza do próprio problema quanto a informação necessária para resolvê-lo estão disponíveis e claras. Assim, podemos fazer julgamentos francos sobre se uma solução potencial é adequada. Com um problema mal definido, tal como aumentar a moral de uma linha de produção ou como trazer paz ao Oriente Médio, não só a natureza específica do problema pode ser incerta, mas a informação necessária para resolver o problema pode ser ainda menos óbvia. Tipicamente, um problema se encaixa em uma de três categorias: arranjo, estrutura de indução e transformação, conforme mostra a figura na página 180. Resolver cada tipo requer espécies um tanto diferentes de habilidades psicoló- gicas e de conhecimento (Chronicle, McGregor e Ormerod, 2004; Spitz, 1987). (Página 8). …’ (ALMEIDA, 2012)

Não seria mais fácil, coerente, correto e empiicamente todos nós já termos em mente a Tabela da Categoria dos Juízos de Kant de forma a serem capazes de aplicá-la antes mesmo de prosseguir a definição do ‘problema mal definido’? Desta forma, vamos aplicar este `juizo kantiano sobre umas das frases propostas ‘Como trazer Paz ao Oriente Médio’.

Conforme a Tabua das Categrias de Kant e para compreender Juízos a primeira coisa que temos de fazer a esta frase ‘Como trazer Paz ao Oriente Médio’ é analisar se a 1- Quantidade dos Júizos e da frase são gerais, particulares ou singulares.

URGENTE: Como trazer paz ao Oriente Médio 4 - 2022 05 14 190210
Tabela da Categoria – Kant ‘A Crítica da Razão Pura’ (p. 115)

Bom, como a frase fala de Oriente Médio e temos o Ocidente, para o ponto de analise Oriente e Ocidente ela seria particular e para um povo, mas como ela se predispoe a abrangencia de várias pessoas, na perceptiva de analise de pessoas ela seria como povo, geral e não singular e nem particular a não ser para ‘o povo do oriente e médio’.

Mas, temos um povo do Ocidente e outro e em nossa sociedade mundial do Oriente, sendo assim a quantidade dos juízos é particular para este grupo.

1= geral (povo) particular (Oriente)

Definindo esse pressuposto e sobre a frase ‘Como trazer Paz ao Oriente Médio’ em 2- Da Qualidade, devemos e conforme Kant analisar se a frase é afirmativa, negativa ou indefinida, e obviamente ela é indefinida por se tratar de uma categoria geral e que exige muitos elementos categóricos para por juízo ser alcançada. A frase em si não se afirma de qualquer maneira, ela já é uma frase de questionamento.

Logo, 2= Indefinido. Lembremos que o indefinido sempre se predispoe ao geral de forma mais categorica do que ao quantit (extensiva) do particular e singular, mas isso não quer dizer que particulares e singulares da categria não possam ser indefinidos na quanlidade, grau (intensiva) da ‘coisa’, fenômeno de analise.

Tendo as duas primeiras analises da tabela, vamos a terceira da Relação.

DA 3- Relação, seria a frase ‘Como trazer Paz ao Oriente Médio’ categórica, hipotética ou disjuntiva? Neste caso é totalmente hipotética e se disjuntiva deverá determinar não a sua oposição, mas a sua realidade oposta que seria ‘Como trazer Guerra ao Oriente Médio’.

Note que a categorização da disjunção nos leva a 4- Da Modalidade em que a frase ‘Como trazer Paz ao Oriente Médio’ nos mostra mais claramente o caminho das subcategorizaçõs do problema em si proposto de forma a encontrarmos com uma quase jà clareza da problematica sua apodítica, ou seja, um entendimento mais lógico e de juízo, pois se compreendermos ‘Como trazer Guerra ao Oriente Médio’ entenderemos com um pouco mais de clareza e nas subcategorizações ”Como trazer Paz ao Oriente Médio’ .

Veja como ficou mais claro, mais fácil compreender ‘Como trazer Paz ao Oriente Médio’ e neste caso nos dando a capacidade, olhos, de manusear todo um setor social tão quanto representando estes setores e mundialmente. Claro que outras subcategorizações neste problema, não mais um problema mal definido, e do juízo mal definido serão necessárias a prática e da ‘inteligência’, mas o mais importante aqui é percebermos como Almeida (2012) mergulhado na Psicologia Mentalista e carregando uma Teoria Cognitiva de analise incorre em graves erros e rasos quanto a perceptiva do que chama como exemplos e destas frases um ‘problema mal definido’ determinando e sequencialmente que Problemas mal definidos como por exemplo a analise de ”Como trazer Paz ao Oriente Médio’ devem sempre se encaixar em três categorias de analise (?), ‘arranjo, estrutura de indução e transformação como cita (Chronicle, McGregor e Ormerod, 2004; Spitz, 1987) definindo que este é o Psicologo e obviamente da Teoria Cognitiva e outros campos que resolve uma organização, instituição, um estado mundial.

‘…Tipicamente, um problema se encaixa em uma de três categorias: arranjo, estrutura de indução e transformação, conforme mostra a figura na página 180. Resolver cada tipo requer espécies um tanto diferentes de habilidades psicoló- gicas e de conhecimento (Chronicle, McGregor e Ormerod, 2004; Spitz, 1987)….’ (ALMEIDA, 2012)

Obra relacionadas

Importante: E-Books da Autora Rainha do Sol (Karin Mozena) apenas R$ 9,99. Preferimos a venda de e-books, economia o corte de árvores e a entrega é imediata além de arrecadarmos melhores percentis desta distribuição.

URGENTE: Como trazer paz ao Oriente Médio 7 - 2

Author: paradigma

O Novo paradigma é um site 'revelador' que discute temas sobre o Santo Graal da Ciência e Espiritualidade resgantando na arqueologia e História a Primeira Filosofia, Metafísica, Teoria das Cordas, Quântica, Física e Tecnologias.