Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé.

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé.

esfinge de Gizé Egito arvores de Manre Isaias

Decifra-me ou Devoro-te, mas no caso ‘eu’ Devoro-te, pois mais uma vez Decifrei…

Primeiramente gostaria de chamar a atenção para apreciar o manuscrito ao qual fica em frente a Gizé exposto como sendo a Estela do Sonho de Tutmosis IV e ao qual será toda a base deste post.

Naquele tempo haverá cinco cidades na terra do Egito que falarão a língua de Canaã e farão juramento ao Senhor dos Exércitos; e uma se chamará: Cidade de destruição.

Isaías 19:18

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 1 - download 1

Não considerando nenhum hieróglifo e apenas considerando o quadrado que se tornou por corruptibilidade na hermética ‘Quadrado Mágico’ perceba que o modelo de uma parte, um lado, e que é idêntico e oposto a parte ao lado e conforme esfinges, diga-se espelhado, possui as seguintes proporcionalidades entre linhas e colunas perfazendo o valor fidedigno ao Espírito que esta no Ar de Deus e simbólico de valor 7, a curva, conforme signo arqueológico e sempre nas manifestas indicações Bíblicas.

Alegorias, mas que levam e elevam a uma sabedoria milenar!!!

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 2 - 1 modelo GIZE

Primeiro entenda que esta imagem acima foi retirada desta estela indicada abaixo e que para compreender este post é importante que você, antes de mais nada, compreenda o Santo Graal explicado em quatro videos aulas e relacionado a arqueologia. Para acessar estas aulas basta clicar aqui. Se caso já está familiarizado ao Santo Graal, signo arqueológico, continue.

Estela de Tutmesos IV Gize arca

Se você já conhece o Santo Graal e sua trigonometria baixe agora a Arca para acompanhar todos os valores que trabalharemos neste post e aproveite para pegar um papel e uma caneta ou mesmo sua mesa digitalizadora.

Ao final da leitura ofereceremos um vídeo que explicará detalhadamente estes cortes e proporcionalidades do todo. Veja, você tem duas opções, ir ao final do post e assistir primeiro o vídeo e depois voltar a ler o post ou ler o post e assistir o vídeo e voltar a ler o post. Fique a vontade para escolher, assinado: Chapeleiro Louco!

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 3 - 3 candelabro

Perceba que temos o Candelabro no Topo desta representação entre as 3 primeiras colunas do quadro desta imagem em 3 de um lado e 3 de outro com o centro em 4 colunas onde no grupo de linhas abaixo destas 3 colunas de cada lado de 2 linhas temos a representação dos números fixos da corda horizontal do Santo Graal de 5 por 5 da corda e na parte debaixo desta plataforma de representação onde concluímos que a pictografia irá exprimir a razão desta trigonometria de coordenada do objeto, ou seja, a analise trigonométrica da linha horizontal do signo em 5 10 5 para 3 6 3 de seu topo, o arco, aquele famoso 5 por 6 ou 6 por 5 do corte que inspirou Gauss a compreender o sistema escalar infinitesimal expresso neste post ‘Gauss e o signo arqueológico‘. Neste caso a Estela não descreverá a altura do Triangulo 4 do sistema do Graal explicado em obra que ainda não foi lançada sobre ‘A Trigonometria Arqueológica do Capital’ por Rainha do Sul.

Não apenas isto e com base nas 3 linhas do topo de cada lado em 6 dividida por 5 do arco devemos considerar na leitura de especulação inicial como também ou apenas 5/3 com resultado em 1,6666… condição numérica de produto e em hieróglifos dadas pelas civilizações Maias ou neste caso da estela 3/5 compreendidas no tal 0,6, 6, o valor da Vara de Arão do Sistema. Note que 1,6 está contido em 6 na corda 1/6 do signo como leitura órfica de qualidade da coisa, primeiro analise de coordenadas, diferentes, mas ao mesmo tempo tudo a mesma coisa, pois expressa um mesmo local do objeto arqueológico, em suma, relação da corda 1 central e 6 ou 0 central e 6.

Para os Maias usa-se 5/3 e aqui esta indicando que irá se trabalhar a razão da Vara, Ank de valor 6 de 3/5 em 0,6. Tanto 5/3 e 3/5 deve ou não ser considerado, são válidas as duas razões e sempre nesta Metafísica da Antiguidade em módulo inverso ao tal quadrado da distância da coisa.

Veja 1,6 de 5/3 vezes 0,6 de 3/5=9,6 faltando 0,4 para 10 onde 4 na qualidade indica área, campo, um novo quadrado, um novo campo, logo a sobra é sempre necessária para a multiplicação no módulo, o tal e sempre fluxo de controle da coisa e expresso em todos os fenômenos universais e até em nosso próprio Universo.

No caso desta pictografia e repito é 3/5, pois são linguagens a priori de coordenadas em qualidade e explicando os locais que foram usados das Árvores de Manre, o próprio Candelabro, o próprio Cálice e 3/5, pois considerando e como esta explicado em vídeo 15 quadrados da imagem, do bloco maior da representação da Estela de Tutmosis IV que se apropriou da mesma e 6 quadrantes acima de 15 temos de 6/15=0,4, a área e mais uma vez dividido por 6, a vara, em 0,06

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 4 - 725 90 posts 7

Vale ressaltar que esta Vara tão almejada na época de Moisés e conhecida por Arão nestas regiões e entre Faraós e Sacerdotes é o próprio Ank.

Tutmosis IV se torna Rei porque decifra a Estela e por isso na lenda ele também se transforma naquele que é filho de Nut, ou seja, um agora não apenas filho dos céus, mas que conhece todo o céu e com trigonometria, mas mais sinistro do que isso, este faraó agora está aliadíssimo a Mitami contra os filhos de hete, os hititas ao passo que Moisés com os 12 das tribos parece contrariar, mas que infelizmente mais a frente e em poder Moisés também se tornará um tirano.

Ouça este Podcast sobre a antiguidade destes Reis e Sacerdotes no Poder com a posse desta vara e sabedoria!

Conheça mais de perto nossas obras <clique aqui>

Antes de apresentar algumas condições deste Descoberto e Revelado quero colocar de forma bem clara o seguinte:

  • Conforme obra O Radical do Absoluto e a Díade Universal ainda em construção há um Demiurgo sobre a humanidade e que expressa toda a sabedoria dos céus e tecnologias, e isto nós aqui no Novo Paradigma Notícias e Blog de Opinião junto ao Canal Prevenindo o Essencial provaremos junto as escritas também Maias;
  • Este Demiurgo e conforme as próprias escritas Maias expressam e sobre a Terceira Etapa Maia nossa época atual juntamente a seu calendário, que os mesmos não interferem na Terra e nem na humanidade ainda em fase de aprendizado e com sua tecnologia porque nem precisariam, tamanho o domínio de poder e tecnologia;
  • E além deste Demiurgo compreender um Universo Vivo e maior que ele mesmo, eles apenas estão aguardando dada a justificação de tudo e todas as coisas a escolha, escolha do homem tão quanto seu próprio local de escolha nestes finais de tempo e apocalíptico! Sabe aquela expressão, arrependam-se de vossas obras antes que seja tarde demais, ou seja, parem de ‘mentir’.

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 5 - ankh 32659 1280

Esta razão de domínio tecnológico nós veremos em parte na Estela e que é a própria Arca e por isso relacionada a Hórus filho de Isis e Osiris.

Vamos repetir, veremos em parte, ou seja, apenas a sua base superior da altura do triângulo 6 e que é a parte da própria Arca descrita na Estela. Note, a Arca é compreendida em um módulo de si e duplo na altura do triangulo quatro e seis. Note, o campo 4 do sistema do signo arqueológico, sua altura do triangulo está distribuido na coluna do meio desta representação igual a 4 colunas e central, logo parece que tudo que está no resultado das duas colunas de 3 e 5 partes lateriais devem convergir para este centro da ‘coisa’, do esquema gerando assim um determinado efeito, resultado tecnológico de domínio.

Veja na imagem a tampa da Arca e seu propiciatório.

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 6 - 4 TAMPA DO PROPICIATORIO

Voltando a condição do Demiurgo que tem o além do conhecimento da base deste saber que discorre domínio de Fauna e Flora e Tecnologia, ele esta totalmente relacionado a Parábola Bíblica do campo quando o pai volta para ver o que o Filho fez com este campo dado, ou seja, este campo de sabedoria e poder oferecido ao filho para cuidados onde consequentemente este filho acaba por fazer o que acha ser reto a seus olhos modificando toda a Lei e estrutura de regência e arquitetura de Mundo desta Arca, sabedoria para reinar e sobrepujar por reino e poder seu próprio irmão o escravizando na ignorância.

Isto quer dizer, que estando nós na metade do Tempo Apocalíptico e confirmando o manifesto de Hermes Trimegistos, o mensageiro, as coisas serão cobradas por estes Demiurgos justos, pois antes de cobrarem avisam sobre a corruptibilidade concluindo assim a terça parte e não um terço da parte retirada de toda a Terra, mas 3 partes de toda a terra dividida em 4 partes no seu inteiro como área.

Prestem muita atenção quanto a isto!!!

Voltando a Arca, vamos a suas razões!

Compreendendo que ela trabalhará a parte superior do Candelabro ou as próprias Árvores de Manre expressando valores significativos e Bíblicos 70 de 7 colunas, 10 o número de Deus, 5 por 5, 3 6 3, 3/5 em 6, não importa a massa, ou seja, os zeros a priori e sim a leitura dos numeros essenciais, é e será sempre importante para um sistema de regência mundial corrupto que você não entenda absolutamente nada de Bíblia e sua interpretação repudiando-a para impedir também em si a educação e importância de caráter que precede a emoção ‘amor’ entre o Sim e Não, pois é a escolha junto a um caráter de base que reflete o verdadeiro amor e os resultados do homem usando poder de tecnologias infinidáveis e poderozíssimas para reinar. Compreendendo isto vamos a seus valores e encontro dos 144 mil, milhares e milhões das chaves de Daniel Bíblico.

Primeiramente partiremos dos seus maiores valores em 15 dos quadrados centrais da primeira coluna do sistema de representação e depois 6 de um dos lados e em seguida iremos dividir 6/15=0,4 e 0,4 vamos dividir novamente por 6 partes onde o resultado e obtendo o menor número que será 0,0666666667.

Número bem significativo nas razões de cálculos de manuscritos Maias, Incas etc.

Deste valor agora iremos multiplicar 2 e dividir o resultado por 3 obtendo assim 0,0444444444, mais detalhes destes pulsos no vídeo vinculado a este post.

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 7 - 5 estrela hitita

Vale ressaltar que nesta linguagem Metafísica a Estela de Tutmosis ao qual irei chamar de Estela de Manre, das Árvores de Manre, temos 6 e 4, **** não importa a massa ****, enteda isso, pois os zeros, os ovos, são apenas pulsos de casas decimais, multiplicação mesmo rateando.

Enfim percebendo os valores 6 e 4 no sistema e que é o número da vara, isto nos mostra duas condições:


Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 8 - aqui 2

.pdf Arca para acompanhar este texto

  1. Estamos no caminho reto da análise;
  2. O quadrado da Estela de Manre ou Estela de Tutmósis está trabalhando a razão 6 e 4 da vara neste setor do quadrado apesar de considerar apenas a trigonometria da linha horizontal 5 10 5 para cima do sistema até 3 6 3;
  3. 6 e 4 de 0,06 e 0,04 respectivamente em um local entre linhas exprimem os valores fixos de 8, o infinito, da estrela hitita de 8 pontas ou Flor de Lótus, o próprio Santo Graal, pois são números, frutos deste sistema!

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 9 - 5 estrela hitita 1

Abaixo de 0,04 e na penúltima linha da coluna em análise temos 5 tanques e não um único quadrado e estes tanques estão dispostos em 5 partes ao qual em primeira instância não apresentei na imagem de base, mas considere, pois estão lá. No vídeo estará tudo mais detalhado, então assista!

Como são maiores que quadrados segui o passo de considerar 0,06*6 somado por 0,04*9, 9 porque nos 15 quadrantes dispostos em 3 linhas na representação 6 quadrantes não participam do valor de 0,04, pois são 0,01, e assim 0,04 está em 9 quadrantes, sendo assim 0,06*6=0,36 um giro+0,04*9=0,36 outro giro é 0,72, um valor de corte e coordenada significativo na leitura da antiguidade, pois 7 é a circunferência de corte e 2 o V Axioma Euclidiano ou mesmo Cone de Luz do sistema, duas cordas, ou mesmo a base do tetraedo, o valor de base de um dos lados de nossa pictografia a própria Árvores de Manre que sempre possuiu números, lembre-se, 2 o que exponencia e multiplica e por isso também converge na ‘coisa’ ou engolindo a própria coisa volta-se por implosão apra si, leitura mais complexa, ok!

Considerando os quadrados não preenchidos estes irão possuir o valor 0,01 oferecendo um resultado 0,03 e consequentemente 0,12 de base se 0,03*4 colunas no todo sistema que se repete, se espelha e de cada lado.

Veja que interessante, 0,04*3 colunas é 0,12 e 0,03*2 colunas=0,06 e 0,12+0,06=0,18 que vezes os dois lados que se repetem do sistema é agora 0,36 ou 360 do giro e assim o que gira nas partes deve girar no todo e ao mesmo tempo.

Lembre-se não importa a massa , estamos falando de coordenadas mesmo se tratanto e ao mesmo tempo de futura aritmética de aplicação.
Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 10 - 5 estrela hitita 2

Vamos analisar um ponto e também super importante desta Real Metafísica que dá, oferece, real poder.

A primeira coluna do sistema tem 7 linhas e a segunda 5 nos levando ao valor expressivo de base 75757 e que são os pontos 7 e 5 da Árvore de Manre atados, Santo Graal, a circunferência 7 e o ângulo em 5 conforme nossa sublime cartilha Elementos de Euclides e Códices Bíblicos provam. Notem tambem que 7/5=1,4 e 5/7=0,71 quase próximos a terça parte do signo arqueológico expresso como sendo 75%. Lembre-se 0,71 é o mesmo que 71 na coisa. Então temos aqui algo como em 71% da terla parte começamos a receber a exponenciação da altura do triangulo em 1/4 do módulo do sistema e que é aquela nova área em 0,25, a quarta parte. Olha que perfeito!!!


Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 11 - aaa

Considerando apenas 75 e 3 colunas sem a tampa no topo da imagem desta represetnação arqueológica na Esfinge de Gizé, ou mesmo as 3 linhas da tampa do topo do sistema, 3/75 é 0,04 e ao mesmo tempo é aqueles 75% da terça parte de 4 quadrantes como já apresentamos aqui em O Novo Paradigma, logo estamos no caminho reto de análise deste que se tornou Quadrado Mágico por uma hermética corrompida e o Impossível na mente de uma Ciência deprimente e degradante relativista da metafísica de Aristóteles criando o Homem singular através da base cosmogônica Hesiódica e Mito unido as artimanhas platônicas. Veja 3 partes agora de 75% equivalem a um quadrado e por isso 4. 0,04 é 4 ao mesmo tempo, metafísica e leitura de qualidade. Então o verbo diz que cada quadrado de 3 partes de 75% É UM QUADRADO, uma área coom o é a quarta parte do módulo, sistema!

Outra coisa a se considerar é que a soma 75757 é 31 que equivale na Estela as 31 penas da asa do sistema exatamente no lado esquerdo da tela para 30 penas do outro lado que falaremos em momento propício.

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 12 - aqui 1

7+5+7+5+7=31

Lembrando você que Einstein manjava tudo isto, Tesla, Newton, etc., perceba uma coisa, a diferença é que Newton em seu Colorário I como Descartes expressam da onde tiraram a fatia do bolo, diferente de Einsten que coloca sempre em dúvida a Curva Espacial junto com o manifesto de teorização de seus colegas de classe tal como a problemática do Gato de Shorindiger corrompendo e colocando em Dúvida a relação da verdadeira Metafísica de pulso ao qual pela obra da Coleção: Leitura dos Vencedores – Conte a Eles Alice! Os V Axiomas Euclidianos você poderá compreender de forma introdutória a sua real perceptiva e local de onde se encontra esta coisa, o gato e na caixa e ao mesmo tempo. #metafísicagatinho

Partindo deste pressuposto, vamos agora trabalhar a coluna central, lembrando que a outra coluna lateral é a mesma expressão desta primeira.

Antes vamos falar destes pulsos. Considerando agora apenas uma coluna, a primeira somamos 0,06+0,06+0,04+0,04+0,04=0,24, os 24 anciãos da chave em 0,24+0,72=0,96 que menos 0,84=0,12, as 12 portas. Só especulações, ok, pois 0,72 retiramos da soma total de 0,06*6 e 0,04*9 onde 0,36+0,36=0,72

Agora na primeira linha central sem considerar as 3 primeiras grandes linhas da tampa da Arca iremos considerar 0,06*3=0,18/4=0,045. Este 4 são as 4 colunas do centro da representação.

Abaixo 0,06*3=0,18/1=0,18.

Abaixo 0,04*6=0,24+0,04 de 0,01*4 totalizando 0,28/4=0,07.

Estamos agora preenchendo a coluna central da imagem de representação, ok!

E finalmente abaixo 0,04*3+0,02 totalizando 0,14 e que ao mesmo tempo é a expressão desta linha de 14 espaços do sistema de 5 quadradinhos, 4 quadradinhos e 5 quadradinhos de toda esta linha em questão, onde 0,14/4 é 0,035 um valor bem significativo, pois une o ponto da Árvore de Manre de valor 3, o próprio Candelabro com a linha horizontal de valor 5 na linguagem de qualidade da coisa e órfica sem místicos.

Abram a Arca aqui!

Somando agora os números centrais de apenas uma coluna, 0,045+0,18+0,07+0,035 temos 0,33.

Um valor bem interessante e que esta no esquema de divisão do tal Arco de Arquimedes quando 4/3 = 1,33333…. sendo 1 o corpo e 0,3333 o sistema de sobra da ‘coisa’. Leitura órfica pitagórica sem místicos.

Agora vamos calcular o todo da Arca, lembrando que o lado direito é igual ao lado esquerdo.

Para a primeira linha de base ao qual chamaremos segmento A e lendo de baixo para cima temos 0,84*6 e 0,06*4 que nos dará o valor 5,04+0,24=5,28.

O segmento B, linha superior, teremos o total 4,44 de 0,72*6 e 0,03*4.

A linha de 14 partes que chamaremos segmento C temos e tudo junto 0,04*6 e 0,01*4 onde aqui iremos considerar , pois é uma linha atada a todo o sistema, a curva. Conforme inspiração Demiúrgica diz-se que deve-se considerar o valor 75 da base de 7 por 5 linhas quantificado da seguinte forma 0,075 e multiplicado por 4 casas totalizando 0,3 o valor sem repetição e central do sistema de 0,33. Como Tesla este post e neste ppost, meus amiguinhos falaram comigo, mas os que assumem Jesus como sendo um exemplo na terra!

Somando então 0,24(0,04*6)+0,04(0,01*4)+0,3 temos 0,58 para a linha de nome segmento C.

Acima temos o segmento das linhas DE que devem ser conforme o centro da imagem consideradas uma só, temos e no todo da imagem, 0,04*6=0,24*2 vezes igual a 0,48, o mesmo é feito com 0,01 totalizando 0,08, assim 0,48+0,08=0,56.

Conforme nova inspiração Demiúrgica agora consideraremos o topo do sistema de 0,06 vezes 6 partes e dividido por 3 colunas totalizando o valor de 0,12 da metade do valor dos Anciãos, digo isto, pois chegaremos ao valor 144 dos 144 mil Bíblico que estará atado as condições de aparecimento de Hórus e Graças a Deus por isso, se cumprindo neste caso, pois a Estela tem relação intrínseca com Hórus, enfim 0,48+0,08 de DE +0,12 de FG é 0,68.

Agora consideraremos a seguinte equação:

DE atado a FG – C = 0,1 ou 0,68-0,58

DE + C = 1,26 ou 0,68+0,58

Isto aconteceu, pois encontrando os respectivos resultados do que chamamos de segmento e somados ou diminuídos com outro seguimento encontramos estes novos valores.

Agora, compreendendo esta relação, vamos dividir em duas partes estes segmentos e na seguinte equação:

A-B / DE-C

DE+C/A-B

Considerei estas por apresentarem a priori resultados mais significativos, sendo que temos a opção e também de:

  • 8 equaçoes desta base acima.

Lembrando que A-B/DE+C também pode ser aqui considerado por resultar em 0,6666666667, pois A=5,28, B=4,44 e DE+C=1,26

Considerando apenas:

A-B / DE-C

DE+C/A-B

Temos respectivamente 8,4 de 0,84/0,1 e 1,5 de 1,26/0,84 que somados indica 9,9 onde subtraído por 10 linhas do sistema nos confere 0,1 ou se subtraito de 11 linhas 1,1 do pulso Fibonacci.

Estamos no caminho reto.

Falta-nos agora os seguimentos de linha F e G que sendo as duas primeira linhas de cima para baixo depois da tampa da arca estas nos oferecem os valores:

Para F 0,54 e para G 0,54 de 0,06*6+,18.

Como já compreendido sendo F 10 colunas e G 7 colunas no todo da Arca faremos o seguinte.

Para F 0,54/10 e 10/0,54 e para G 0,54/6 e 6/0,54 obtendo os valores e respectivamente:

  1. Para F – 0,054 e 18,5185185185
  2. Para G – 0,09 e 11,1111111…na G não vamos contar o tanque central como coluna neste caso.

Iremos agora apenas considerar 0,054 e 0,09 de F+G do primeiro resultado obtendo assim o valor de topo do sistema 0,144.

Lembra, não importa a massa, escola Pitagórica de analise, logo 144,000 estão aqui e na Arca junto a base 9,9 de 8,4+1,5.

Em partes:

  • 0,144/8,4=0,0171…ou seja o total dividido por A-B / DE-C
  • 8,4/0,144=58,333 que para 60 da Vara sobra 1,6666666667 ou A-B / DE-C dividido pelo total
  • 0,144/1,5=0,096 que menos 0,1 e que é o sistema todo em 0,100 na sua qualidade confere o valor espacial 0,004 ou o total dividido por DE+C/A-B
  • 1,5/0,144 = 10,4166666667 ou DE+C/A-B dividido pelo total.

Importante considerar o seguinte!

Lembra aquele valor de colunas de base 75757, perceba que 7*3+5*2 é 31 e veja que 0,144/9,9 da base geral da ‘coisa’ é 68,75 que menos 100 é 31,25.

Veja o 75 como referência aparecendo em 68 depois da vírgula.

Mágica!

Não!

Ciência da Relatividade Geral baseada na cosmogonia de Hesíodo por Aristóteles onde a curva e a quântica é algo sempre estranho de se compreender!

Não!

Simplesmente Ciência vinda das civilizações Vincas, nossos Demiurgos que respeitam um Universo Vivo conforme descrições de avisos dos Maias ao qual com certeza ficaram bem insatisfeitos com os intentos de nosso Rei Tutmosis IV.

Em Tutmosis perceba que além da relação de profunda guerras com os filhos de Hete, os hititas de Canaã, carregando em pictografia cuneiforme a estrela de 8 pontas do sistema das Árvores de Manre, temos o problema de primogenitura e sucessão tão expresso na Bíblia a partir de José; já uma ocorrência em Jacó e Esaú.

Veja que duas linhagens Egito e Mitami correspondendo as mesmas bênçãos de Noé sobre Javé e Jafé contra os de Canaã donde participam os Hititas contrariam os Hititas e tudo por causa do problema da Estela a própria Árvore de Manre com seu fruto.

Decifra-me ou Devoro-te, mas a ti óh Esfinge de Gizé, eu mesma te decifrei dando o alimento para o mundo.

Veja que Moisés colocou sobre a Arca um Véu criando os futuros falsos Judeus e Judaísmo onde é em Deuteronômios julgado e por isso não tem a Terra na Gaia prometida.

Moisés corrompe o fruto para um povo como arquiteto, também, e paga por isso como todos pagarão. E porás nele a arca do testemunho, e cobrirás a arca com o véu. Êxodo 40:3

Mas no tempo do fim e ainda em partes, pois teremos muito mais a mostrar:

E abriu-se no céu o templo de Deus, e a arca da sua aliança foi vista no seu templo; e houve relâmpagos, e vozes, e trovões, e terremotos e grande saraiva. Apocalipse 11:19

Assista este vídeo que explica este Post em nosso Canal TV.

Ajude nosso Canal a Crescer

Sempre pensando na sua Qualidade de Vida e Conhecimento ‘O Novo Paradigma’.

Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 13 - images
Supreenda-se: A Arca da Aliança de Deus sempre esteve na Esfinge de Gizé. 14 -
paradigma

O Novo paradigma é um site 'revelador' que discute temas sobre o Santo Graal da Ciência e Espiritualidade resgantando na arqueologia e História a Primeira Filosofia, Metafísica, Teoria das Cordas, Quântica, Física e Tecnologias.