Provérbios uma ‘Constituição’ formadora na antiguidade

‘Odiai o mal’, ‘Deus não gosta dos simples’, ‘Não seja um ignorante’, para quem lê provérbios de forma racional e com o objeto arqueológico percebe que este livro é uma Constituição Formadora do homem para a sociedade em que vive. ⛪

Primeiro, Provérbios não foi escrito por Salomão, ao contrário, expõe Salomão no Primeiro Capítulo para que o Leitor com o Cálice, signo arqueológico e toda sua compreensão da trigonometria reflita as tais ‘sabedorias’ do Rei, deste Rei Salomão em específico.

Quanto as sabedorias escritas no livro de Salomão temos o mesmo continuando a ‘mesa de Moisés’ testemunhado por seu pai Davi antes de sua morte, as 120 moedas de um mal negócio que deixa Hiram Habiff meio que atorduado para depois se aliar as cabeças da prostituição de nosso sábio e ao final de sua vida todo o tipo de prostituição onde sem esposa ainda coroa sua mãe ao Reino.

Este é então o primeiro convite que Provérbios, o Livro da Sabedoria faz ao seu leitor possuidor da Taça revelada dentro do próprio Manuscrito e cheia de trigonometria compreendida pelos Gregos e verdadeiros Hebreus.

Santo Graal da Ciencia e Espiritualidade signo arqueologico

Em seguida e ainda no primeiro capítulo Provérbios diz que Deus não se apraz dos simples e ignorantes, pois o simples é quem permite a manifestação e instalação do ímpio na sociedade.

Estes então são os convites e reflexões.

Todo o mês um podcast sobre Provérbios

No nosso Podcast O Novo Paradigma DRINK ME uma vez ao mês as 7hs AM nas Segundas-Feiras lançamos um debate sobre Provérbios.

Já estamos refletindo o mesmo em Provérbios 18 e com o objeto e toda sua constituição formadora do homem no devir, ou seja, no seu dia-a-dia.

Para acessar você tem duas formas:

Boas análises e pesquisas.

Provérbios uma 'Constituição' formadora na antiguidade 1 - 5

Obras relacionada de Rainha do Sol

Author: paradigma

O Novo paradigma é um site 'revelador' que discute temas sobre o Santo Graal da Ciência e Espiritualidade resgantando na arqueologia e História a Primeira Filosofia, Metafísica, Teoria das Cordas, Quântica, Física e Tecnologias.