A verdadeira escrita das Estelas Egípcias

A verdadeira escrita das Estelas Egípcias

ishtar antguidade em pedra

Como sabemos os filhos de Hete de Canaã negados por Noé quando na iniciática sobre a Arca e que desejavam a Terra Prometida carregando na escrita cuneiforme aquilo que não deveria ser mito, a estrela de oito pontas descrita através do atado entre Profecias de Balaão e descrição do Candelabro possuem relação com os sofistas e filósofos da natureza.

Se você analisar e profundamente a Bíblia é altamente sofista ou mesmo eleata-não parmênica e estoica e por isso Werner Jaeger pede tanto o resgaste deste esquecimento quase mistério na própria história da antiguidade.

Exemplos como estes, como por exemplo sobre o que os próprios Filososos da Natureza buscavam, podemos ver no livro de Jó quando no debate sobre a relação de Deus panteísta ao mesmo tempo imanentista sobre a explicação de Deus com a Natureza e o Estrelo. Veradadeira ontologia da coisa em si!

Compreenda a relação duplo uno do imanetismo e panteísmo universal que ocorrem metafisicamente , ou seja, ao mesmo com nossa Filósofa Teorética e autora de obras, hoje, disponíveis na Amazon.

Voltando a Gênesis Bíblica, em uma época de divisões e guerras onde Abraão se dispersa das regiões de Babil agora edificada por Ninrode, Ninrode que como caçador e de época vem colocando sobre a Arca Betume para que através disto a mesma não seja vista e reconhecida como tal junto a seus respectivos números separando línguas e povos por meio da violência e regência do Olho por Olho, Dente por Dente, como teorizar acompanhando a verdade dos antepassados sobre a compreensão cosmogônica se a própria cosmogonia em plataforma se tornou mito para reger um mundo, uma sociedade.

Primeiramente temos que compreender que o problema do mito é aquilo que corrompeu a própria hermética, entendimento real dos antepassados e também a própria ciência sempre falha e pela metade, duvidosa e relativa em protocolos desviados pelos corruptores de ordem na própria história como Adão e as Sete Cabeças até Noé futuramente com aliança na linhagem dos de Jafé e Javé em Ninrode, Krishna, Tutmeses, Hamsés dentre muitos outros incluindo Platão e Aristóteles, e após Roma conforme declara o próprio Padre Vieira em História do Futuro Volume II e futuramente neste sistema regente que ‘profetizado’ por Daniel cairá, temos os Filosofos a favor da manutenção mundial desta sempre corrupção: Einstein, Locke, Berkeley etc.

Compreendendo isto e a chave mestra da história que nos abre a verdadeira terceira visão da sabedoria nos fazendo por tecnologia ter domínio de fauna e flora, por saber condensar nas mãos energia e em uma cidade mundial tão quanto aprendendo com este poder a importância de caráter e em tudo, verdadeiro caminho espiritual, vamos agora analisar uma Estela Egípcia que implica em uma parte de iniciação para aqueles que tinham a oportunidade de serem iniciados escolasticamente.

A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 1 - 725 90 posts 3

Jesus não era um burro, e não apenas conhecedor do Graal com números tinha em si um Espírito de Luz reluzente pelo caráter acima de qualquer lutador antecedente e na história, entenda, mesmo sendo Davi junto a Samuel um grande reformador da verdade ele pecou, pois se você analisar minuciosamente e com olhos bem abertos a Bíblia, Davi quando conta as tribos passando a sabedoria do tabernáculo da Arca para Salomão diz: Pequei e ao mesmo tempo oferece a continuidade da mesa de Moisés condenado por Deuteronômios frente a tantas chacinas cometidas.

Lembre-se que Davi não levantou templo com a Arca após ser iniciado por Samuel e sua reforma. Samuel revoltadíssimo com os bastidores dos templos de Eli enganando a ingenuidade de sua mãe, uma história realmente linda!

Quanto a Estela Egípcia que iremos ler é uma parte desta compreensão e ensinamento cosmogônica ao qual não desvia as defesas dos filhos de hete e nem faz da chave mestra mito, algo que Jesus com certeza teve acesso por iniciática tão quanto Moisés se corrompendo como Sacerdote e Abraão deixando de vencer quando se separa de Sara para ficar com a mãe de Ismael, uma concumbina, dentre outros equívocos dado o caráter e personalidade.

Jesus vence todas as sensações e desejo de poder sempre lutando para um povo aprisionado pela mentira trazendo a este mesmo povo a verdade com o cálice, Graal com números que ao final e com dor pede para ser dele afastado e acaba pelo próprio povo assistido pelo poder crucificado!
A estela abaixo é possível ser lida em razão do conhecimento dos números deste Cálice e pulsos trigonométricos qualitativos e quantitativos, lembrando que outras estelas ao qual analisamos são profundamente complexas na trigonometria e ainda difíceis de ler tão quanto outras são possíveis ler em partes.

A coisa funciona assim, imagina você conhecedor da base de termos trigonométricos do triângulo e de repente se debate em escrita com uma complexidade de pulso sistêmico destes mesmos termos trigonométricos do triângulo, enfim, é isto que ainda ocorre com outras estelas mais complexas não possíveis e ainda no momento de serem abertas e outras abertas pela metade, mas da estela abaixo aberta por inteiro.

A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 2 - bunner post

A estela, neste caso a que esta abaixo é como um livro, uma parte de um livro de estudo delimitando a parte mais importante da base deste estudo para que através deste entender o iniciado aplique a vida os termos.

A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 3 - parte 1

Vamos detalhar como que estas frases foram retiradas do manuscrito e depois discorrer todo o manuscrito e seu entendimento ao qual do Cálice, o Graal com números que carrega o valor 6 e 4 Jesus foi iniciado junto a iniciação de importância do respeito e não corruptibilidade a um povo sobre este mesmo poder.

A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 4 - parte 2


Leia atentamente as imagens e perceba que 6/5 sendo 1,2 e 4/5 sendo 0,8 encontrados quando pedido para do sistema dividir em dois lados, duas partes, temos 0,6 e 0,4 o valor da vara do sistema em vertical, a vara de Arão 6 e 4 terra, lembre-se que no começo do manuscrito foi dito que seria usado o sistema céu e de forma seca, ou seja, apenas o valor de cima do sistema da chave mestra, o valor 6, logo consideraremos o valor 0,6 encontrado e assim discorreremos todo o sistema ao qual a estela quer explicar.


A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 3 - parte 1
A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 6 - 1a
A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 7 - 2a
A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 8 - 4a
A verdadeira escrita das Estelas Egípcias 9 - images 5

Assista em Vídeo a tradução desta Esta Estela para maior e melhor compreensão caso tenha dificuldade de compreender o conteúdo desta escrita, mas não se preocupe, concordamos que este tipo de informação por escrita resumida como exposto neste artigo se torna infelizmente muito limitada.

Increvam-se no site para receberem os feeds de notícias!

Obras !

paradigma

O Novo paradigma é um site 'revelador' que discute temas sobre o Santo Graal da Ciência e Espiritualidade resgantando na arqueologia e História a Primeira Filosofia, Metafísica, Teoria das Cordas, Quântica, Física e Tecnologias.